4.10.10

Processos Alternativos III / Albúmen




Imagem de Emiliano Hagge

"O papel albuminado foi inventado pelo francês Louis-Désiré Blanquart-Evrard (1802-1872) em 1850, sendo assim denominado porque empregava o albúmen - extraído da clara dos ovos de galinha - como camada adesiva transparente destinada a fazer aderir os sais de prata fotossensíveis à base de papel. Foi o papel mais popular para a execução de cópias fotográficas até meados da década de 1890, quando foi definitivamente desbancado pelos papéis de prata gelatina. Também conhecido como albúmen."

DETERIORAÇÃO:  "Material pouco estável, a albumina é fonte de numerosos problemas em conservação fotográfica. Tem tendência para amarelecer com aumidade, com a luz e em contato com cartões ácidos. Reage com os iõns de prata e com o enxofre, formando sulfureto de prata substância amarela que provoca manchas na imagem. A albumina contrai e expande com as variações da umidade relativa do ar, acabando por se tornar quebradiça e abrindo pequenas rachas à superfície da imagem."

Nenhum comentário:

Postar um comentário